Principais

Johnny Bravo

Johnny Bravo

Johnny nasceu no dia 8 de fevereiro de 2003, em uma casa de criadores de maltês na Pampulha, Belo Horizonte. De temperamento extremamente brincalhão, Johnny adora crianças e dá carinho para qualquer um que mexer com ele (exceto alguns cachorros que, por motivo misterioso, Johnny assume o seu lado Bravo e torna-se um cão feroz, no que diz respeito a latidos e rosnados). Para tentar evitar este tipo de constrangimento, Johnny fez três meses de aulas com um adestrador, onde aprendeu a sentar, deitar e a realizar outros truques que adora. Johnny fala. Fala muito. É extremamente debochado e divertido e, de fato, veio dele a ideia deste blog.

.

.

Jack Sparrow e James Bond

James Bond e Jack Sparrow

Jack (marrom e branco) – É sem dúvidas o alfa da dupla. Manda e desmanda não só em James, mas em qualquer outro ser vivo – inclusive os humanos – que estiverem ao seu redor. Extremamente brincalhão, ciumento e muito cheio de energia, Jack adora brincar e a brincadeira nunca acaba enquanto ele não for o vencedor. Seu espírito esportivo é nulo, mas isso não faz dele um cão menos dócil, companheiro e agradável do que James. Ao menos tentamos acreditar nisto. Jack também fala. Fala tão depressa que vez ou outra não conseguimos entender. Chego a pensar que Jack fala em algum dialeto próprio e ainda desconhecido.

James (marrom e preto) In memoriam – Submisso e carinhoso. Não há no mundo um cachorro mais dengoso que James. Sua doçura não condiz com seu tamanho. É meigo, educado e meloso. Gosta de brincar mas cansa-se rápido. Está sempre um pouquinho acima do peso. Gosta de comer, mas é seletivo: cheira, analisa e depois decide se vai querer ou não. Algumas vezes o processo demora e não é concluído pois Jack termina-o antes da hora. Aí ele fica magoado e se esconde em baixo da mesa. Carinhos e beijinhos sempre são a solução. James fala. Fala mole, devargazinho e adora contar casos. Casos tão fofos que dá vontade de esmagá-lo. E ele adora ser esmagado.

.

.

Bruce Wayne

Bruce Wayne

O Bruce chegou para esquentar nossos corações, em uma época em que ficamos tristes, com a perda repentina do James. Ele veio pequeno, bem pequeno, mas trouxe tanta alegria que é difícil de explicar! Brincalhão e levado, como todo filhote, ele nos arranca gargalhadas a cada nova trapalhada. Um doce, um xuxu, um presente bom que ganhamos de Natal. Obrigada, Bruce!

.
.
.

 

 

 

 

 

 

Sobre as raças:

Maltês
Raça muito antiga, cujas origens são muito controvertidas. Os ancestrais deste pequeno cão viviam nos portos e nas cidades costeiras do Mediterrâneo central, onde caçavam os animais nocivos. Com certeza este cão, ou outros cães muito similares, estiveram presentes no Egito e na Grécia antes da nossa era e posteriormente na Roma antiga. Apesar de dever seu nome à ilha de Malta, nada prova que seja originário desta ilha. Ele foi apreciado pelos grandes nomes desta época e foi um dos favoritos da corte real da Inglaterra na época de Elisabeth I.
Temperamento, aptidões, educação: Robusto, infatigável, de um temperamento vivo como se deve para um apanhador de ratos renomado, este cão é um “boa vida”, brincalhão e provocador. Terno, muito calmo, latindo pouco, esse cão é um adorável companheiro. Sua educação deverá ser rigorosa.
Conselhos: Cão de apartamento, ele precisa de exercícios limitados. Não suporta a solidão. Deve-se desembaraçar os pelos e penteá-los diariamente. Banhos regulares. Fazer a toalete duas vezes por ano. Vigiar o estado das orelhas e dos olhos.
Utilização: cão de companhia.

Boxer
Como todos os Dogues, o Boxer tem, entre seus ancestrais, Molossos vindos do Oriente, cães de combate e de defesa contra feras. Entre esses Molossos, foi do acoplamento entre um cão de caça, o Bullenbeisser germânico, (atualmente desaparecido) e um Bulldog inglês que nasceu em 1890 a raça Boxer moderna. Foi utilizado pelo exército alemão durante a Primeira Guerra Mundial. Este cão, escolhido para a companhia e para a guarda, é muito popular.
Temperamento, aptidões, educação: Dinâmico, impetuoso, dominador, tem um temperamento franco. Deve ser equilibrado, calmo e sociável. Grande ligação e grande fidelidade para com os donos e sua família. Vigilante. Desconfiado com estranhos, demonstra coragem indefectível como defensor e guardião. Deverá ser educado muito cedo.
Conselhos: Este cão adapta-se bem à vida em apartamento, mas precisa muito de exercício. Seu pelo raso não necessita de qualquer cuidado particular.
Utilização: Guarda, defesa, utilidade (policial, guia para cegos) e de companhia.

* Todo o texto de “Sobre as raças” foi retirado da Enciclopédia do Cão, volumes 1 e 4, publicada pela Royal Canin.


Anúncios

10 Comentários »

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

  1. […] Principais […]

  2. […] Principais […]

  3. […] Principais […]

  4. […] Principais […]

  5. […] Principais […]

  6. […] Principais […]

  7. […] Principais […]

  8. […] Principais […]

  9. Comecei a ler seu blog por indicação e estou achando o máximo! Parabéns! Muito legal!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.
Entries e comentários feeds.

%d blogueiros gostam disto: